Mobilidade
Relação Universidade-Empresa
Formação
Notícias
Quem somos
Alianças

Publicidade

Publicidade

Rede Universia

Universia.br

Brasil :: Página inicial >

Quarta-feira :: 20 / 08 / 2008

SERVIÇOS ::

Letras, Lingüistica e Artes

Conheça um pouco mais sobre as áreas de Linguística, Letras e Artes

Com o crescimento da participação do Agronegócio no PIB brasileiro, o mercado de trabalho da área tem crescido. No entanto, cada vez mais são exigidos profissionais versáteis e multidisciplinares

PCom a dificuldade do mercado em todas as áreas de atuação, naturalmente muitos estudantes têm optado por cursos que possam garantir um retorno financeiro aliado ao prazer de exercer a profissão de seus sonhos. Neste contexto, a profissão de professor têm sido deixada de lado e pode-se dizer que, atualmente, é quase uma espécie em extinção. Por outro lado, o artista, seja de qual área for, também sofre com as variáveis do mercado tendo que, muitas vezes, fazer jornada dupla para conseguir sua realização profissional.

"Muito procurados por estudantes que não se preocupam com status pessoal e financeiro, os cursos ligados à área de letras propõem uma formação voltada para a educação e evolução da cultura", diz a coordenadora do curso de Letras da UFF (Universidade Federal Fluminense), Maria Lucia Wilthsire de Oliveira.

Apesar da atual situação do mercado para as duas áreas, há uma luta constante para que sejam promovidas melhorias para o campo de atuação desses profissionais. Neste sentido, muitos estudantes têm sido influenciados com esperança de que, em um futuro próximo, sua área seja melhor reconhecida e valorizada perante outras profissões. "Embora exista uma grande desvalorização das carreiras de ensino, como a de Letras, há uma demanda constante por profissionais nas redes públicas e particulares, como também nos cursos de línguas estrangeiras, principalmente Espanhol e Inglês", relata a coordenadora.

Já no curso de Artes, embora a área também seja carente de apoio e, segundo os profissionais da área, ainda não tenha um reconhecimento como as outras profissões, grande parte dos alunos que ingressa no curso já possui uma outra profissão. O que facilita para que estes profissionais consigam subsidiar seus gastos tendo dois ou mais empregos. De acordo com informações do diretor do Instituto de Artes da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Sírio Simon, isso acontece pela falta de apoio às artes e também em relação à remuneração do profissional. "Muitos estudantes já são formados e buscam uma realização. Outros têm dois empregos. Um para conseguir se manter e o outro para exercer a profissão que gosta", explica.

Perfil do estudante

Segundo Maria Lucia Wilthsire de Oliveira, da UFF, além de gostar de ler e ensinar, em geral, características comuns ao perfil dos estudantes de Letras, vir de uma classe média ou baixa também são itens que compõem o perfil dos futuros profissionais. "De um modo geral, os alunos de Letras vêm de classe média ou baixa e não têm expectativas de ganhar muito dinheiro na profissão", diz.

Para as Artes, o perfil do profissional é um pouco diferente. "Grande parte dos alunos já são profissionais em outras áreas. Mas agora, com o curso, estão buscando uma realização", explica Sírio. A presença de jovens também é muito forte e a diferença, segundo Sírio, em relação às outras áreas está ligada à maturidade deles. "Por ser um curso que exige muita consciência dos alunos e, por conseqüência, uma maturidade, os índices de desistência são mínimos. A maioria não desiste porque sabe o que quer", afirma.

Profissões de destaque

Para a área de Letras, a coordenadora destacou a profissão de professor, em constante demanda, e a de revisor de textos, em expansão. No caso do professor, Maria Lucia descreve quais as duas opções em que o aluno poderá seguir carreira. Caso o estudante queira Licenciatura, deverá ser extremamente dedicado ao ensino. Caso opte pelo Bacharelado, deverá dedicar-se, quase que integralmente à pesquisa. "A Licenciatura visa dar ao aluno fundamentação didático-pedagógica. O Bacharelado pretende preparar para o exercício do extramagistério", diz.

Dentro das Artes, Simon destaca a Música, Artes Cênicas, e Artes Visuais como Cerâmica, Pintura e Desenho como áreas que estão em crescimento. A UFRGS criou o primeiro curso de graduação em Cerâmica do país. "Aqui o profissional se forma em Artes visuais com habilitação em Cerâmica. O mesmo acontece com Pintura e Desenho", conta.

O fato das duas áreas exigirem dos alunos um alto grau de maturidade dá margem para que ambos os professores façam um alerta para os futuros profissionais que pretendem ingressar nas respectivas carreiras. "O estudante que pretende fazer Letras deve analisar bem o currículo da habilitação e escolher a alternativa com que mais se identifique, principalmente em termos de língua e cultura estrangeira", alerta Maria Lucia. "O aluno que quer fazer Artes deve estar ciente de que vai enfrentar uma formação extremamente exigente e de que será fundamental muita dedicação aos estudos", adverte Simon.

Minha escolha

Especialistas em línguas
Demanda pelos profissionais de Letras ainda é maior na docência, mas este quadro atravessa um período de transição. Conheça as outras possibilidades que o mercado de trabalho oferece
A moda está na moda
Aprender a ensinar
Luzes, câmera e muita ação!
O olhar por detrás das câmeras
Pontes entre culturas

Publicidade

.